Votação na Russia é feita através de blockchain

Blockchain é alternativa mais viável para a Russia

O representante da Rússia enfrentará, no final deste mês, o seu destino político através de “e-eleição” por blockchain

Maracada para o final do mês de junho, a Rússia passará pelo processo democrático de escolha de líder político. Visando aumentar a segurança do processo e garantir que cada voto fosse, de fato, anônimo, foi anunciado em Moscou que, dessa vez, será utilizado tecnologia blockchain para registro dos votos dos cidadãos.

O representante de Estado atual, Vladmir Putin, ocupa o cargo de alto escalão desde 1999, seja como presidente ou como primeiro ministro.

Ainda não foi especificado que tipo de tecnologia blockchain será utilizado durante as eleições. No ano passado, houve boatos de que Serra Leoa teria sido pioneira nas eleições utilizando essa tecnologia, mas o boato foi desmentido logo em seguida. Assim, a Rússia deve ser a primeira nação do mundo a realizar tal feito.

Apesar das sucessivas tentativas de Putin, o país ainda não conseguiu concluir uma legislação para o mercado de criptoativos. No entanto, conforme relatado pelo Cointelegraph, a Rússia lidera o mundo em 2020 por sua participação no comércio global de Bitcoin (BTC) em operações peer-to-peer na LocalBitcoins.

Por isso mesmo, acredita-se que ceder à tecnologia blockchain é um grande sinal de que não vai demorar para que o país termine sua legislação sobre o mercado de criptomoedas.

Por: Amanda Martins

Publicado em 12/06/2020