TCU e BNDES fecham acordo para criação de uma rede blockchain nacional

Um acordo de cooperação entre o Tribunal de Contas da União e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) foi firmado com a finalidade de criar uma rede blockchain nacional, que será chamada de Rede Blockchain Brasil (RBB).

O Chefe de Iniciativas de Blockchain do BNDES, Gladstone Arantes, destacou recentemente que o projeto foi baseado em iniciativas de outras nações da América Latina e Europa.

Segundo ele, o RBB será criado em cima de dois pilares fundamentais: transparência e uma estrutura simples, para facilitar o uso, por parte da população. A rede escolhida para criação da rede blockchain é uma cliente Ethereum.

A RBB será a segunda rede em blockchain usada para serviços públicos no Brasil. No ano passado, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou um decreto que estabelece a criação de uma rede em blockchain oficial para o Governo Federal.

Já o BNDES foi a primeira instituição pública do Brasil a usar uma rede blockchain. Em 2018 o BNDES lançou o “BNDES Token”, um token lastreado em reais emitido pelo banco que pode ser convertido em moeda fiduciária.

O mercado de criptoativos é uma grande oportunidade para quem deseja encontrar a liberdade financeira.