Staking: Você já ouviu falar?

Comprar criptomoedas é apenas a porta de entrada para inúmeras oportunidades que esse universo oferece. Entre as possibilidades de ganhos no mercado cripto, uma em particular vem ganhando o gosto dos investidores em criptoativos: staking.

De forma bem simples e resumida, podemos dizer que Staking nada mais consiste em deixar suas criptomoedas “congeladas” na blockchain (sem poder realizar movimentações) durante um tempo determinado e recebe recompensas em criptoativos pela validação de operações.

Um Staking é feito durante o processo de mineração Proof of Stake (Prova de Participação), que vem ganhando bastante adesão nos últimos anos, em detrimento da mineração Proof of Work (Prova de Trabalho), que tende a ser mais agressiva ao meio ambiente e, portanto, menos ecológica. Além disso é uma forma de mineração mais barata.

Principais vantagens de fazer staking

Entre as vantagens de fazer staking, podemos destacar a facilidade em participar do processo de mineração de algumas criptomoedas do mercado, uma vez que para realizar a mineração Proof of Work, é necessário um alto poder computacional e, por consequência, um alto investimento.

Além disso, o usuário pode fazer staking sem realizar um grande investimento, já que é possível achar oportunidades a preços bem acessíveis. Outro fator importante é que o staking garante segurança e estabilidade para a rede blockchain.

A principal criptomoeda que utiliza a mineração Proof of Stake, e por consequência, o modelo de staking é a ADA, da Cardano. Contudo, muitas criptos usam esse modelo de participação, a exemplo da Luna, Solana, Avalanche, Polkadot e Cronos.

Tipos de staking

Pools de staking – São usuários que se reúnem em grupos para aumentar as chances de validação dos blocos e, por consequência, ganharem mais recompensas. Esse tipo de staking é uma ótima oportunidade para quem não possui muitos recursos, uma vez que dá a condição de buscar outros usuários para ganharem recompensas, que geralmente são divididas por igual.

Cold staking – Outra forma de staking são em “carteiras frias”. As “cold” wallets nada mais são do que carteiras que não necessitam de conexão com a internet, podem ser acessadas de forma offline.

Provedores de staking – Esta modalidade oferece serviços dedicados para usuários de criptoativos para stake. O retorno para quem utiliza esse tipo de serviço vai variar de acordo com as comissões que são cobradas e podem chegar a mais de 50%/apy (Porcentagem de Rendimento Anual ).

Como foi dito no início deste artigo, o Staking vem ganhando espaço no mercado de criptoativos, mas participar desse tipo de processo não é algo simples e requer um conhecimento intermediário do mercado e do universo de criptomoedas, que por si só, é bastante abrangente, e por vezes, complexo.

Se aventurar, sem o devido conhecimento, pode causar ao usuário uma experiência bastante negativa. Contudo, o futuro é animador, já que a mineração Proof of Stake tende a crescer ainda mais no cenário cripto e as possibilidades de fazer staking e, por consequência receber recompensas por isso também tendem a aumentar de forma exponencial nos próximos anos. 

O mercado de criptoativos é uma grande oportunidade para quem deseja encontrar a liberdade financeira.