República Centro-Africana se torna o segundo país do mundo a adotar o bitcoin moeda de curso legal

A República Centro-Africana é o segundo país a tornar o bitcoin, moeda de curso legal. A oficialização ocorreu menos de um ano após El Salvador tornar-se a primeira nação no planeta a adotar o BTC como moeda de curso legal.

A novidade foi anunciada nesta semana pelo presidente da República Centro-Africana, Faustin-Archange Touadéra, que já assinou a lei decretando o bitcoin como moeda de curso legal.

Também durante a semana, o presidente africano já havia assinado uma lei para regulação do mercado de criptomoedas no seu próprio território. O objetivo do governo é criar um ambiente digital estruturado para o desenvolvimento econômico do país, que está entre os mais pobres do mundo.

Recentemente, outras regiões importantes na Europa também fizeram movimentos para regularização do uso de criptomoedas. A Ilha da Madeira, Região Autônoma de Portugal, está promovendo ações que visam aumentar a adoção de bitcoin e já sinalizou que, no futuro, pode tornar a criptomoeda uma moeda de curso legal nas ilhas portuguesas.

Já a cidade de Lugano, na Suiça adotou recentemente o bitcoin e a tether como moedas curso legal no município. O plano é pautado em uma parceria com a Tether, tendo como principal objetivo incentivar alguns projetos baseados em blockchain e aceitar criptomoedas como pagamento de todos os bens e serviços existentes no local.

 

O mercado de criptoativos é uma grande oportunidade para quem deseja encontrar a liberdade financeira.