PSG usou criptomoedas para pagar parte da contratação de Messi para o clube

A chegada do jogador argentino Lionel Messi ao clube francês Paris Saint-Germain causou alvoroço no futebol e também no mundo cripto. Apenas com a especulação da sua ida para o time, o fan token do PSG subiu cerca de 180%. Nesta quinta-feira (12) o clube trouxe outra notícia envolvendo o jogador e criptomoedas: a negociação de Messi com o clube foi concluída com pagamento de cripto.

Messi recebeu $PSG fan tokens como parte do pagamento das “luvas” pela assinatura do contrato. O clube não informou qual o percentual do valor das luvas pago em criptomoedas e nem a quantia total oferecida pelo clube para contar com o jogador em sua equipe. Mas, de acordo com o site “The Athletic”, o time francês vai pagar aproximadamente 25 milhões de euros em luvas ao jogador.

Segundo o PSG, a expectativa da chegada de Messi ao clube gerou um grande aumento da procura do fan token PSG, gerando volumes de negociação superiores a 1,2 bilhão de dólares nos dias anteriores à chegada do jogador.

Fan tokens são um tipo de criptomoeda que vêm sendo criadas e usadas por times de futebol e outros tipos de esporte, para aproximar e aumentar a interação dos torcedores com os times. A maioria dos fan tokens permite que quem os possui possa votar em pequenas decisões relacionadas ao clube, como escolher detalhes no vestiário, músicas tocadas em estádios, etc.