No Brasil, Bitcoin foi apontado como o melhor investimento no País no último semestre

O Bitcoin foi o único ativo a superar IGP-M (Índice Geral de Preços ao Mercado), que subiu 15% no primeiro semestre e foi considerado o melhor investimento no Brasil. O ativo digital fechou o primeiro semestre de 2021 com alta de 16%, mesmo com as quedas que aconteceram no segundo trimestre do ano.

O criptoativo apresentou resultados bem superiores aos de outros mercados como a bolsa se valores que subiu 6,5%, e o ouro que perdeu 11% de valor contra o real no primeiro semestre deste ano.

O bitcoin iniciou o primeiro trimestre de 2021 com alta de mais de 100%, chegando a valer mais de 63 mil dólares, no mês de maio o ativo sofreu quedas devido as declarações do bilionário Elon Musk que suspendeu as pagamentos em bitcoin na sua empresa de carros elétricos, Tesla.

Além da decisão de Elon, as sanções do governo chinês contra criptomoedas também contribuiu para a queda de mais de 40% do ativo só em maio, chegando a região dos 30 mil dólares.

Porém, o ativo digital voltou a trazer grande otimismo para o mercado. Já são quase duas semanas de valorização, de maneira estável, com recuperação dos preços acima US$40 mil.

Isso só consolida mais ainda a importância da exposição em Bitcoins nas nossas carteiras de investimentos. Os fundamentos se mantem intactos.