Investimentos em criptomoedas na Índia cresceram de $200 milhões para $40 bilhões em um ano

Apesar de toda hostilidade do governo da índia em relação às criptomoedas, o país teve um crescimento de 19.900% nos investimentos em cripto no último ano. Segundo a Chainalyses, empresa especializada em  estudos de mercado sobre ativos digitais, o país investia cerca de 200 milhões de dólares em abril de 2020 em cripto e saltou para um investimento aproximado de 40 bilhões em abril de 2021. 

Um dos pontos levantados para essa alta é que os indianos estão trocando os investimentos em ouro por criptomoedas, devido a sua facilidade de aquisição e segurança. O governo do país, no entanto, não segue a linha entusiasta dos cidadãos, e ameaça constantemente proibir os ativos digitais na nação.

Em 2018, o Reserve Bank of India (RBI) chegou ao ponto de impedir que instituições financeiras locais atendessem a empresas que atuassem com cripto. Porém essa decisão foi revogada recentemente. O governo também tem buscado ser mais brando em suas decisões. 

O Ministro de finanças da Índia abriu espaço para permitir a experimentação com criptoativos. Além disso, também foram convocados especialistas para considerar a regulamentação de ativos digitais. A alegação do governo é de que o futuro código de criptomoedas protegerá os investidores da volatilidade.

Ainda segundo um relatório da Chainalyses divulgado no início de junho, a Índia está na posição 18 entre os 25 países que mais lucraram com bitcoin em 2020, com um lucro aproximado de US $241 milhões.

A disparidade entre os números de investimento em cripto no país em relação ao lucro pode estar relacionado com a dificuldade imposta pelo governo para a realização das transações e negociações dos ativos