Hidrelétrica em Nova York ganha mais dinheiro minerando bitcoin do que vendendo energia

 

A hidrelétrica Mechanicville em Nova York viu na mineração de bitcoin uma forma de obter mais lucros. A usina passou a minerar bitcoin com parte da energia que produz e triplicou o faturamento em relação a venda de energia para a região que está localizada. 

A hidrelétrica, administrada pela Albany Engineering Corp, informou que na venda de energia a Albany ganha 3 centavos de dólar por quilowatt-hora. Já com a mineração de bitcoin, o valor chega a três vezes mais. 

A mineração de bitcoin por parte da Mechanicville ainda é um experimento e está sendo feito de forma paralela ao fornecimento de energia que a empresa faz tradicionalmente. Para realizar o processo de  mineração, a usina está usando servidores usados, explicou o CEO da Albany, Jim Besha.

Jim informou que começou com o projeto porque acredita que a mineração vai de fato proporcionar mais lucros a empresa. No entanto, não informou o total ganho com o projeto até agora. 

A hidrelétrica de Mechanicville foi construída em 1897, passou alguns anos paradas, mas passou por uma reestruturação e voltou a produzir energia. Atualmente, a hidrelétrica é a instalação de energia renovável mais antiga em funcionamento nos Estados Unidos.

A empresa ainda usa todas as máquinas originais do século XIX, que mesmo sendo usadas na potência máxima, não dão muito lucro. Esse é um dos motivos para que parte da energia seja usada na mineração de bitcoin.