Funcionalidade de neurônios é feita pela internet

Por: Daniela Abrantes

Publicado em 05/03/2020

A união do artificial com o biológico

Uma equipe de cientistas da Itália conseguiu conectar dois neurônios artificiais de alta tecnologia com um neurônio biológico de um rato, sendo capazes de se comunicar pela internet, parece ficção, mas já é o presente.

A pesquisa foi publicada na revista Scientific Reports, que conta o processo para a produção do sistema, que por enquanto é uma rede simples, utilizando uma estrutura de sinapse biológico artificial.

“ Estabelece as bases para um novo cenário que nunca foi encontrado durante a evolução natural, em que neurônios biológicos e artificiais são conectados e se comunicam através de redes globais, estabelecendo as bases para a internet da neuroeletrônica”, comentou Themis Prodromakis, diretor de nanotecnologia do Centro de Fronteiras Eletrônicas da universidade de Southampton.

O estudo abre caminho para novas pesquisas no cérebro utilizando tecnologias como chips de Inteligência Artificial e quem sabe no futuro a elaboração de um ciborgue com neurônios conectados a internet.