Explosões solares na gálaxia

Por: Amanda Martins

Publicado em 04/06/2020

O Sol finalmente decidiu acordar!

O Sol emitiu a luz mais forte desde outubro de 2017, resultado de uma erupção solar detectada pela sonda Solar Synamics Observatory (SDO) da Nasa

Uma das sondas da Nasa detectou recentemente que explosões de radiação originárias das manchas solares, regiões escuras e relativamente frias na superfície da estrela, que pode finalmente estar despertando. As explosões são classificadas em três categorias: C, M e X, com cada uma sendo 10 vezes mais poderosa que a anterior.

A que aconteceu na última semana se enquadra na classe M. Como não era voltada para a Terra, não há chance da formação de auroras sobrecarregadas.

Em seu 24° Ciclo Solar, acredita-se que um novo ciclo está para se iniciar; agora, com menos manchas e atividade. Isso pode ser um sinal de que um sinal de que o Sol está entrando na fase mais ativa de seu ciclo de 11 anos.

“No entanto, são necessários pelo menos seis meses de observações e contagem de manchas solares para saber quando isso ocorre”, escreveram os oficiais da Nasa.