Estudo aponta que brasileiros preferem investir em criptomoedas a outros produtos do mercado tradicional

Mais um levantamento bastante otimista em relação ao mercado cripto foi divulgado nesta semana. Dessa vez, a fonte foi o Centro de Estudos em Finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV cef).

O estudo apontou que os brasileiros preferem as criptomoedas como modelo de investimento em detrimento de outros produtos do mercado, como fundos imobiliários, ações de commodities e moedas estrangeiras, como dólar e euro.

Leia mais: Plataformas de NFT ganham popularidade na China 
Leia mais: Número de canadenses que detém bitcoin dobra em um ano

Ainda conforme o levantamento, atualmente cerca de 14,5% dos investidores brasileiros afirmaram ter ativos digitais, como o bitcoin (BTC), por exemplo.

O Brasil já havia se destacado em outro levantamento feito pela empresa de estatística e dados, Statista Digital Economy Compass.  Na ocasião, o nosso país ficou em 2º lugar no ranking mundial de negociações de NFTs ( tokens não-fungíveis).

Entre as coleções preferidas pelos brasileiros, destacam-se a Bored Ape Yatch Club (BAYC) e também a cryptopunks. 

Aproxime-se da sua liberdade financeira, clique no botão abaixo: