Empresas que se renderam as criptomoedas: Starbucks

Uma das maiores multinacionais do setor alimentício, a Starbucks, já se rendeu ao poder do mundo cripto. A rede de cafeterias passou a aceitar pagamentos com criptomoedas, através de uma parceria com a plataforma ‘Bakkt’. Desde abril de 2021, os clientes podem recarregar seus cartões starbucks e fazer o pagamento com bitcoins, através do próprio aplicativo da rede. 

A princípio, o pagamento com cripto nas cafeterias da multinacional só estão disponíveis nas lojas dos Estados Unidos e de forma mais recente em El Salvador, país que passou a adotar o bitcoin como moeda em curso legal. Mas, a empresa já sinalizou aprovar o sistema das criptomoedas e que toda a rede no mundo pode vir a aceitar cripto.

Nos EUA a loja não aceita diretamente ativos digitais como pagamento. Os usuários precisam fazê-lo através do aplicativo Bakkt , que permite que os usuários convertam criptomoedas em dólares americanos, e então coloque esse valor no cartão Starbucks que é salvo no aplicativo da cafeteria.

Além de aceitar cripto como forma de pagamento, a Starbucks também permite que os seus clientes dos EUA, através do uso da tecnologia blockchain, consultem a origem dos grãos das suas bebidas. As embalagens dos produtos vêm com um código que permite saber a origem dos grãos, onde foram torrados e até mesmo obter dicas de preparação de baristas.

A empresa é mais uma prova de como o universo cripto pode ser incorporado ao dia a dia das pessoas, tanto através das criptomoedas ou das utilidades da tecnologia blockchain.