CEO do Twitter se anima com o mercado de bitcoin na África

Por: Allef Henrique
Publicado em 13/11/2019

Bitcoin na África impressionando a todos

O CEO do Twitter e da Square, empresa de pagamentos digitais, Jack Dorsey, participou de um evento sobre bitcoin com investidores africanos de tecnologia, em Gana, no intúito de melhorar a crescente indústria de criptomoedas no continente, isso apenas algumas semanas depois de investir em uma startup de criptoativos.

Dorsey, que há muito já defende o bitcoin, ver uma oportunidade de aplicar o CashApp da Square no continente africano, e explicou em uma reunião na prefeitura da Nigéria que estava na África para:

“entender os desafios de abrir uma empresa aqui e descobrir uma maneira melhor de poder apoiar”.

Ansioso por mostrar seu envolvimento na comunidade de criptomoedas no continente, Dorsey agradeceu publicamente seu parceiro e CEO do Bit Sika (serviço de transferência de dinheiro) por lhe produzir uma lista sobre o bitcoin na África.

A empresa de pagamentos Square se tornou famosa no mundo das criptomoedas pois é a primeira opção para compra de bitcoin de maneira rápida para os norte americanos. O aplicativo da empresa, o CashApp, registrou US$ 148 milhões em receitas em venda de bitcoins no último trimestre.

África em alta há muito tempo

Como já publicamos aqui no Brais News, a África é uma das cinco grandes regiões a pesquisarem pelo termo “bitcoin” no Google e, de acordo com a Paxful, houve um crescimento no volume de 2.800% na África do Sul no ano passado.

Por exemplo, em julho deste ano, o comércio de bitcoin disparou no Zimbábue depois que o governo do presidente Emmerson Mnangagwa proibiu o uso de moedas estrangeiras para liquidação de transações locais. Ao contrário das autoridades da Ásia e do Ocidente, os governos da África Subsaariana não criaram obstáculos administrativos para a adoção de criptomoedas.