Câmera mais rápida do mundo é capaz de fotografar uma onda de luz em movimento

Por: Amanda Martins

Publicado em 14/05/2020

Batizada de CUSP, tecnologia é baseada em pulsos de laser com duração de um quadrilionésimo de segundo

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), nos EUA, desenvolveram a câmera mais rápida do mundo. Usando uma tecnologia chamada “Fotografia Espectral Comprimida Ultrarrápida” (CUSP, Compressed Ultrafast Spectral Photography) ela é capaz de capturar 70 trilhões de quadros de imagem por segundo.

A câmera utiliza uma tecnologia de pulsos de laser de curtíssima duração, sendo cera de 73 bilhões de vezes mais rápido do que as câmeras convencionais de smartphones.

A tecnologia foi criada para auxiliar no estudo de física fundamental e fenômenos extremamente rápidos, como “propagação de ondas, fissão nuclear, transporte de fótons em nuvens e tecidos biológicos e decaimento fluorescente de biomoléculas, entre outras coisas”.