Brasil é o 16º país que mais lucra com bitcoin no mundo

Em 2020, brasileiros lucraram mais de 1,5 bilhões de reais com a criptomoeda.

 

De acordo com um levantamento feito pela Chainalysis, empresa especializada em estudos de mercado sobre criptomoedas, os brasileiros lucraram aproximadamente 300 milhões de dólares com bitcoin em 2020. Na atual cotação do dólar, os lucros representam uma média de 1,5 bilhões de reais.

O Brasil foi o único país da América Latina que apareceu no ranking dos  25 países que tiveram os maiores ganhos com bitcoin no último ano. O topo da lista é liderado por Estados Unidos (US$4,1 bi), China (US$1,1 bi) e Japão (US$0,9 bi). 

 

Ranking do 25 países que mais lucraram com bitcoin em 2020. Imagem: Chainalysis.

 

Segundo a Chainalysis, mesmo a China possuindo historicamente o maior volume de transações com criptomoedas do mundo, os EUA ganhou destaque no mercado no final de 2020 quando houve um enorme ingresso de norte-americanos no mercado de cripto ativos.

O estudo ainda chama atenção por ter países com economia menores estando melhor posicionados no ranking que países com uma maior economia, como é o caso do Vietnã e Ucrânia, que estão à frente nos ganhos com o ativo de países como Itália, Brasil e Índia.

Segundo a empresa, a metodologia usada para a pesquisa levou em consideração os fluxos de transações realizadas pelas exchanges 

“Medimos os fluxos on-chain para cada corretora de criptomoedas, e aproximamos os ganhos totais de dólares dos EUA feitos sobre o ativo em questão (bitcoin, neste caso) medindo as diferenças no preço do ativo no momento em que foi retirado da plataforma versus quando foi recebido. Em seguida, distribuímos esses ganhos (ou perdas) por país com base na participação do tráfego web que cada país contabiliza no site de cada exchange”.

Ainda segundo a Chainalysis a análise é encorajadora para o mundo das criptomoedas, mesmo com a limitação que alguns países impõem ao ativo digital. 

“No geral, nossa análise dos ganhos de Bitcoin por país em 2020 deve ser encorajadora para o mundo das criptomoedas. Os dados sugerem que o Bitcoin deu aos investidores em mercados emergentes acesso a um ativo de alto desempenho, que de outra forma eles não teriam acesso. Do outro lado da moeda, também sugere que os países que tentam limitar o uso da criptomoeda por meio de regulamentações severas estão impedindo seus cidadãos de aproveitar a oportunidade”.

Todo relatório feito pela Chainalysis está disponível aqui.