Bitcoin se aproxima dos US$ 40 mil após rumores de que Amazon pode começar a aceitar moedas digitais como forma de pagamento.

 

 

Após passar cerca de dois meses sem grandes movimentações e mantendo o preço na faixa dos U$30k, o bitcoin parece ter finalmente conquistado força e tem apresentado uma valorização significativa. Só nesta segunda-feira, o ativo apresentou um crescimento de mais de 13%. A alta de hoje aconteceu após rumores de que a Amazon passaria a aceitar moedas digitais como forma de pagamento.

 

A informação não é oficial da empresa, mas os rumores são de que uma uma fonte anônima ligada à Amazon teria  dito ao jornal de negócios de Londres,  City AM, que a empresa está planejando começar a aceitar pagamentos em bitcoin até o final de 2021 e que outras criptos também deverão ser aceitas pela empresa. 

 

Ainda de acordo com a matéria publicada pelo jornal, a Amazon também está com projeto para lançar uma criptomoeda própria em 2022. As especulações são de que a abertura para cripto vem de “ordens de cima”, possivelmente de Jeff Bezos, presidente e CEO da Amazon.

 

A notícia é claro, movimentou todo o mercado cripto e além do bitcoin, moedas como ADA (cardano) e ETHER (ethereum) também tiveram valorização expressiva.

O mercado vem reagindo positivamente desde a última quarta-feira após reunião entre Elon Musk e Jack Dorsey, presidente do Twitter, na conferência The B World,  onde o bilionário disse que a Tesla voltará a aceitar bitcoin como forma de pagamento. 

De acordo com o trader da Braiscompany, Alisson Feliciano, notícias como a da Amazon e  declarações de Musk movimentam o mercado porque mostram a usabilidade dos criptoativos, naturalizando seu uso. Além disso,  abrem espaço para que mais pessoas conheçam o mercado e passem a comprar criptomoedas. Por isso, geralmente tendem a causar impactos positivos no preço das moedas.