Aviões elétricos e autônomos da Uber vão aceitar bitcoin

Bitcoin está nos céus, literalmente

A Uber, empresa familiarizada no cotidiano dos brasileiros dos grandes e médios centros urbanos, pretende ir além. O app mais famoso de transporte individual de passageiros do mundo, agora parece tomar novos ares. Em parceria com a empresa de aviação brasileira EMBRAER, o projeto consiste em fazer aeronaves elétricas e autônomas (sem piloto) levantarem voo, e o melhor: aceitar bitcoin e outras criptomoedas como forma de pagamento.

E para os entusiastas de plantão, saibam que a novidade não terá um preço nas alturas. A ideia do projeto Uber Air é ter preços semelhantes ao do Uber Black. Serão espalhados ao longo das cidades de teste pontos de pouso para as aeronaves de 4 passageiros. A medida reduz ainda mais o tempo de deslocamento nas grandes cidades. A decolagem e o pouso serão feitos de forma vertical, como em um helicóptero.

Nasa tem parceria confirmada

A agência espacial americana NASA também tem participação no projeto. A entidade vai auxiliar nas regras e leis de tráfego aéreo que serão necessárias para a novidade. Um dos grandes desafios é não tornar congestionado o tráfego aéreo já disputado entre aeronaves nas metrópoles.

Por falar em grandes cidades, a novidade ainda não tem data de estréia no Brasil. Nos EUA, o lançamento comercial será realizado por volta de 2028.

Por: Fábio Vieira