Aplicativo com blockchain pode ajudar vítimas de agressão sexual

Por: Daniela Abrantes
Publicado em 10/12/2019

Segurança em primeiro lugar!

O aplicativo chamado Smashboard explora a tecnologia blockchain para armazenar e registrar informações de forma anônima, ajudando vítimas de agressões sexuais e assédio.

“Procurar ajuda pode ser arriscado para os sobreviventes, e há consequências de revelar a identidade de alguém. Muitas vezes, os sobreviventes não diagnosticam um transtorno de estresse pós-traumático que atrapalha a busca de ajuda”, explica a indiana criadora da rede Noopur Tiwari.

A plataforma utiliza da tecnologia blockchain da Ethereum para criptografar as mensagens enviadas pelos usuários, incluindo um diário indelével (registro de data e hora) para que as vítimas possam informar os ataques.

O aplicativo foi desenvolvido na Índia para dispositivos Android e IOS, e utiliza três línguas: o inglês, espanhol e o francês.

Além do suporte do registro, eles oferecem apoio jurídico e psicológico, através de um fórum com dicas anônimas da comunidade, permitindo que as vítimas busquem ajuda em processos ou em consultas médicas, sem se identificar.